Veja a Garota Top Site deste Mês..:
O que você procura?

Cadastre-se

Envie Vídeo

nenhuma Enquete encontrada!

Newsletter

Nome:

E-mail:

Diojns Freitas Guimarães
Colunista

Brasil e o Mundo
Postado em: 21/12/2017 às 07h29
TAMANHO DA FONTE  A- A+
Catalunha vai às urnas em disputa eleitoral indefinida

Mais de 5,5 milhões de eleitores catalães vão às urnas nesta quinta-feira (21) para eleger os 135 novos deputados do Parlamento local, após a dissolução do poder regional com a polêmica declaração de independência da Catalunha da Espanha.

Ao todo, são 38 listas em disputas - com 18 candidatos vivendo no "exílio" - e há 2.680 postos de votação, que ficarão abertos entre às 9h e às 20h (6h às 17h, no horário de Brasília).

Convocadas pelo governo de Madri, as eleições devem definir a força que o movimento pró-independência terá na região a partir de agora.

O ex-presidente da região Carles Puigdemont está vivendo no exílio na Bélgica, após ter um pedido de prisão decretado pela Justiça por "rebelião". Seu então vice, Oriol Junqueras, apontado como favorito na disputa, está na prisão na capital espanhola ao lado de outros três ex-dirigentes da Generalitat.

Favoritos

Há sete listas consideradas "principais" em disputa, sendo três delas em prol da independência - Esquerda Republicana (ERC), Juntos pela Catalunha (JxCat) e os independentes do CUP -, três pró-Espanha (Cidadãos, PSC e Partido Progressista) e uma próxima ao partido Podemos, a CeC, que pode surgir como "terceira via" entre as duas primeiras.

Entre os favoritos, estão Puigdemont, líder da lista JxCat, Junqueras, da ERC, e Ines Arrimadas, a líder do Cidadãos. As projeções da mídia local dão que apenas os partidos pró-independência teriam uma maioria no Parlamento, se houver união pós-eleições, criando um cenário complicado para qualquer candidato "de Madri" se vencer.

A eleição parlamentar deve ser feita na segunda metade de janeiro, em um cenário bastante difícil de dar prognóstico antes da disputa.

Contagem de votos

Haverá uma dupla contagem de votos amanhã após o fechamento das urnas, anunciou a organização da sociedade civil independentista ANC. A ideia é verificar com exatidão o resultado que será anunciado por Madri.

Por conta do comissariado local, há a desconfiança de que o governo de Mariano Rajoy possa interferir na votação. Por isso, a ANC anunciou a criação de uma central de contagem no Museu da Marinha de Barcelona, onde mais de 200 membros e simpatizantes da entidade ajudarão na contabilização dos dados enviados por mais de 17 mil voluntários, que atuarão em todos os postos de votação.

Mais de duas mil pessoas também ajudarão na contagem dos votos dos catalães no exterior, que ocorrem em 68 consulados em 40 países. Com informações da Ansa. 

 



 
LINK - ESPALHE POR AÍ!
 
Outras Notícias sobre Brasil e o Mundo
22/01/2018
Explosão de bomba mata 3 e fere 18 em mercado na Tailândia
20/01/2018
Atropelador de Copacabana responderá a inquérito em liberdade
19/01/2018
Líder de oposição no Zimbábue morre em acidente aéreo
Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018
 Ultimos Vídeos
Vídeo mostra homem sendo assassinado a tiros em posto de gasolina na avenida Torquato Tapajós
Data:26/04/2017
Visitas:717
Veja o que um passageiro fez com dois bandidos que tentaram assaltar um ônibus
Data:26/04/2017
Visitas:254
veja o que criminosos fizeram com estas duas jovens
Data:26/04/2017
Visitas:419

   Garota Top Site
02/01/2015
Jackline Silva
Cansanção - Bahia
Publicidade

Oferecimento


Pesquise no portal.::
NOTÍCIAS TV AO VIVO RÁDIO AO VIVO ENTRETENIMENTO SERVIÇOS

©2018 - R10 Notícias - todos os direitos reservados! - WebMedia